O Resgate do Soldado Brian

Open Call

Open Call – O Resgate do Soldado Brian

Dirigido a artistas portugueses ou estrangeiros a residir em Portugal.

O mundo enfrenta hoje um desafio inédito, sem precedentes. Com o isolamento, na comunidade artística, assim como acontece noutros setores da atividade cultural, começam a chegar relatos preocupantes das consequências desta paragem forçada. Apesar de, para a comunidade artística, o distanciamento social poder não significar uma paragem total na produção, no que toca à obtenção de rendimentos o cenário é para muitos preocupante, para outros desolador. Este é um tempo - não o negamos - de reflexão, mas tem de ser também de ação.

Decidimos, por isso, unir esforços para criar um programa especial de incentivo e apoio à produção de vídeo - o nosso território primeiro de ação e a nossa grande paixão.

Lançamos hoje um ‘open call’ direcionado a artistas jovens portugueses ou estrangeiros a residir no país, que trabalhem na área do vídeo, para concurso nacional, com prémio no valor total de €2.000,00, que será partilhado pelos cinco primeiros classificados. A decisão final, não contestável e irrevogável, será tomada por júri independente, composto por Eduardo Guerra e Miguel Ferrão (Musa paradisiaca), Sara & André e Tiago Alexandre.

CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO

Podem participar todos os artistas portugueses a residir em Portugal e artistas estrangeiros com residência em Portugal. Só poderá ser submetida uma candidatura por cada artista ou coletivo.

Os artistas serão notificados por email se o seu vídeo for selecionado a partir do dia 22 de maio de 2020.


CANDIDATURAS

As candidaturas deverão ser submetidas online, em formulário próprio, até às 23h59m do dia 22 de maio de 2020.

REGULAMENTO E INSCRIÇÕES

A selecção dos vídeos a concurso é da responsabilidade do Júri. Os vídeos ficam online durante um certo período.

O juri é constituido por:

  • Eduardo Guerra e Miguel Ferrão (Musa paradisiaca)
  • Sara & André
  • Tiago Alexandre

O juri reserva-se ao direito da não atribuição do prémio se assim o considerar.

Os vídeos deverão ser enviados por WeTransfer para files@balaclavanoir.pt e o link inserido no formulário.


PRÉMIOS

Prémio aquisição Balaclava Noir no valor total de €2.000 + iva a ser dividido de forma igual pelos cinco melhores vídeos, correspondendo €400 + iva a cada vídeo premiado.

JÚRI

Musa paradisiaca é um projecto artístico de Eduardo Guerra (Lisboa, 1986) e Miguel Ferrão (Lisboa, 1986) centrado no diálogo. Tendo início em 2010, com a apresentação de um conjunto de ficheiros sonoros em www.musaparadisiaca.net, a prática de Musa paradisiaca tem vindo a pluralizar-se desde então. Em contexto discursivo, participativo ou expositivo, Musa paradisiaca pode ser definida pela produção de esculturas, filmes, desenhos e acções performativas, entre outras. Ao reunir diferentes entidades, praticantes, especialistas ou referências, sejam estes de cariz colectivo ou individual, Musa paradisiaca tem estabelecido uma afinidade de pensamento que partilha e revela várias vozes.

Sara & André nasceram em 1980 e 1979. Estudaram respectivamente, Cenografia na Escola Superior de Teatro e Cinema (Lisboa), e Artes Plásticas na Escola Superior de Arte e Design (Caldas da Rainha). Expõem regularmente desde 2006.

Tiago Alexandre nasceu em Lisboa, em 1988.
É licenciado em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, desde 2012. No mesmo ano, foi autor da Residência artística Pé de Cabra: Its Not Basel But It Could Be, em Lisboa, levantando questões sobre o papel dos agentes do meio artístico, nomeadamente sobre o lugar aí ocupado por artistas e curadores.
Como artista multidisciplinar, utiliza no seu trabalho vários recursos formais e diversos medias, como o vídeo, a pintura, o desenho, a escultura, entre outros.

Inscrições

Preenche o formulário para participar